Quem somos

Teoria da Mudança

Tudo tem início com um dado científico ou um indício de mudança. É assim que surgem os eixos temáticos que são levados ao público pelo Green Nation. Na sequência, uma grande pesquisa é realizada para buscar referenciais técnicos e teóricos que mostrem olhares transversais. Essa etapa tem continuidade com um amplo diálogo com especialistas, educadores e pesquisadores que se seguirá à etapa de cocriação do design das experiências por vários profissionais criativos.

A criação de uma ação pode levar até 20 meses. Nesta caminhada, vai trazer em seu DNA ideias de diferentes pessoas no Brasil e no mundo com múltiplas trajetórias. É que o Green Nation acredita que movimentos de sustentabilidade devem ser canais de convergência que aglutinam e promovem o compartilhamento de ideias e reflexões que têm possibilidades reais de impactar positivamente e transformar a realidade.

As atividades são criadas a partir de dados científicos e pesquisas que apontam entraves ou inovações sobre cidadania planetária. Para a criação do último festival, por exemplo, mais de oitenta autores, pesquisadores e profissionais nacionais e internacionais foram consultados para a composição dos conteúdos abordados na edição.

No Green Nation, as atividades usam a sensorialidade, a emocionalidade e a interatividade. O movimento acredita que a adoção da causa da sustentabilidade só acontece quando há uma conexão pessoal – um clique que fará toda a diferença – e que juntará o cidadão planetário com os macrotemas das pesquisas científicas, das tendências naturais para empreender e viver e dos milhares de microcosmos que compõem a sustentabilidade aplicada a todos os seres.