GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Colunistas

É simples: não há outro planeta


Chegamos a mais um Dia Mundial do Meio Ambiente. Estamos em 2017 e ainda não encontramos a fórmula exata de como lidaremos com um fato simples: não há outro planeta. Podemos ter outros negócios, outros jeitos de viver e outras relações sociais, econômicas e políticas, mas não teremos outra casa. E se quisermos existir como espécie e garantir que esse imenso ecossistema arterial chamado Terra sobreviva, precisamos mudar atitudes: agora, já, neste momento e sem esperar por ninguém para nos dizer como.

Na semana passada, o acordo de Paris voltou para a pauta. E o mais importante em tudo o que aconteceu foi o levante. Ficou claro que há muito mais gente interessada em cuidar desse nosso planetinha do que aqueles que estão deixando para lá. Existem mais cidadãos preocupados em encontrar soluções do que desistir, mais pesquisadores revolucionando a vida como conhecemos do que abdicando de pensar no planeta, mais empresários planejando consolidar novos cenários de sustentabilidade do que aqueles que querem apenas o lucro.

Ao longo dos últimos anos, evoluímos muito e não há tempo a perder e nem terreno para retroceder. Viver de forma sustentável é atitude prática e cotidiana. Começa quando olhamos no espelho e nos vemos como agentes de transformação prontos para mudar o mundo. Tem continuidade quando promovemos essas mudanças nos ambientes em que estamos inseridos. E vai além quando motivamos outras pessoas a encontrar-se como parte desse processo tão cíclico tal o sol precede a lua.

Nós, do Green Nation, acreditamos que para garantir o futuro do planeta agora é preciso engajar as pessoas através da emoção e de novos formatos de capitais econômico, social e natural. Neste dia, tão especial para nosso movimento, queremos convidá-lxs para uma grande festa. Vem conosco celebrar este Dia Mundial do Meio Ambiente e as milhões de pessoas que estão engajadas em construir uma sociedade nova de verdade.


05 de junho de 2017

Marcos Didonet

Marcos Didonet

Geógrafo e produtor de cinema tem somado a cultura, a educação e o meio ambiente em vários projetos ao longo dos últimos trinta anos. É diretor do Centro de Cultura, Informação e Meio Ambiente (CIMA), organização que coordena diversas inici...

[+] Ver artigos deste colunista