GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Colunistas

Aproveitamento integral dos alimentos e sustentabilidade


Para praticarmos a sustentabilidade, todos nós devemos executar ações de modo a suprir nossas necessidades, ao mesmo tempo em que deixamos um mundo melhor para as gerações futuras.

Dentro desta lógica, é muito preocupante a situação do Brasil no tocante aos alimentos. O Brasil é um dos maiores produtores de alimentos do mundo, essa condição gera empregos e traz divisas para o país. Por outro lado, na contramão, estamos entre os países que mais desperdiçam alimentos, dilapidando riquezas e gerando milhares de toneladas de lixo diariamente. Esse lixo torna-se um grande problema ambiental, pois nossas cidades não estão preparadas para lidar com tal quantidade de lixo e, com isso, acabam descartando o lixo a céu aberto, sem nenhum controle, o que o torna um problema de saúde pública.

Sabemos que a fartura à mesa é um hábito nas famílias brasileiras, mas no mundo atual, em que há superpopulação e fome, é um hábito que tem que ser regrado, tanto pelo aspecto da saúde, para evitarmos o risco da epidemia de obesidade quanto pelo aspecto ambiental.

Devemos preparar os alimentos dentro das nossas estritas necessidades e aproveitá-los integralmente, sem desperdícios, com uma produção mínima de lixo. Para isso além da quantidade produzida devemos atentar também para o aproveitamento integral dos alimentos que consiste em utilizar as partes não convencionais dos alimentos, como talos, cascas, folhas, sementes e raízes, no preparo dos pratos que consumimos diariamente. Essa atitude, além de reduzir a produção de lixo, torna mais barata a produção da alimentação das famílias e, ainda, permite que aproveitemos melhor os macros e micronutrientes e compostos funcionais existentes nos alimentos, pois muitas vezes, os talos, as cascas, as folhas, as sementes e as raízes tem maiores concentrações de fibras, vitaminas, antioxidantes e minerais do que o alimento propriamente dito.

Essas partes dos alimentos podem ser usadas para a confecção de sopas, bolinhos, refogados, temperos, sucos, bolos, tortas, pizzas e tudo o mais que a imaginação permitir.

 


01 de outubro de 2016

Noadia Lobão

Noadia Lobão

Especialista em Nutrição Clínica pela ASBRAN, presidente do Congresso Internacional de Nutrição Especializada e Expo Sem Glúten - COINE. Idealizadora do programa Mestre Cuca Funcional, que incentiva a alimentação saudável, a segurança alime...

[+] Ver artigos deste colunista